É um Conceito Revolucionário em Fisioterapia

A Terapia Manual Pediátrica Integrativa (TMPI) é um conceito revolucionário em fisioterapia para a avaliação e tratamento de diversas patologias músculo-esqueléticas e do neurodesenvolvimento no bebé e na criança.

TMPI é tudo o que necessita para avaliar e tratar as disfunções articulares e dos tecidos moles com terapia manual em bebés e crianças, através de um profundo conhecimento do neurodesenvolvimento e das chaves para estimulá-lo.

Programa da formação

A formação TMPI está estruturada em 3 níveis básicos e distintos seminários de nível avançado.

Formación nivel 1

Terapia Manual Pediátrica Integrativa e introdução ao Neurodesenvolvimento

Neste nível assentam as bases da formação na terapia manual integrativa, integrando os aspectos das correções estruturais e funcionais.

Adquirem-se as competências básicas para a avaliação e tratamento de coluna  vertebral e extremidades, tanto a nível articular como dos tecidos moles

Desenvolve-se a biomecânica do parto e suas consequências para a coluna cervical do bebé.

Formación nivel 2

Avaliação e tratamento do Neurodesenvolvimento atraés de um modelo integrativo em Terapia Manual Pediátrica

Neste nível aprende-se a avaliar o estado de neurodesenvolvimento do bebé e da criança, bem como, encontrarmos aspectos biomecânicos articulares e tecidulares que permitem um correcto desenvolvimento.

Compreendem-se os estímulos necessários no bebé nos planos vestibular, táctil e propioceptivo para un desenvolvimento neuro-sensorio-motor ideal.

Compreendem-se as consequências que as disfunções mecânicas e propioceptivas têm na futura coordenação, equilíbrio, atenção e rendimento escolar.

Adquirem-se as competências para o tratamento das estruturas corporais que influenciam de forma directa o problemas de desenvolvimento.

Formación nivel 3

Avaliação e tratamento do crânio e da cara através de um modelo integrativo em Terapia Manual Pediátrica

Este nível é um grande curso de terapia manual na esfera craniana pediátrica. No se pode tratar um bebé como a um adulto ao nível craniano, uma vez que as características anatómicas e fisiológicas da cabeça do bebé, requerem conhecimentos e técnicas específicas.

Desemvolve-se a avaliação e o tratamento do crânio e cara do beb+e ou criança, associado a patologias como plagiocefalia, otites, apneias por dificuldades na passagem do ar retronasal, obstruções do canal lacrimal, cefaleias, alterações oculomotoras, etc.

Cursos destacados

De momento não existem próximos cursos.
De momento não existem próximos cursos.
De momento não existem próximos cursos.